Governo municipal se reúne com responsáveis pelo transporte público na cidade

Governo municipal se reúne com responsáveis pelo transporte público na cidade

Escrito em 08/01/2021
Redação TV Zoom

Na manhã de quarta-feira, 6 de janeiro, o prefeito Johnny Maycon recebeu em seu gabinete os empresários Aloisio Ribeiro e Alexandre Colonese, sócios da empresa Nova Faol, para uma reunião. Também estavam presente o vice-prefeito, Serginho Doce Mania, alguns secretários, assessores técnicos e jurídicos.

No encontro foram discutidos pontos como o estabelecimento de objetivos, a identificação de problemas e também a regularização do serviço de transporte público, que atualmente se encontra em uma situação precária e sem vínculo contratual. Com questões tão pertinentes a serem discutidas, a reunião durou cerca de quatro horas.

Um dos pontos manifestados logo no inicio pelo prefeito e também pelo secretário de governo, Pierre Moraes, foi a respeito dos objetivos comuns entre a concessionária e as ações planejadas em apoio à mobilidade urbana e também ao fundo de compensação tarifária, com o intuito de ampliar o número de usuários do serviço e, consequentemente, resultar em uma redução progressiva do valor da tarifa efetuada.

Durante o debate, surgiu um ponto delicado apontado pelos sócios da empresa a respeito da antiga gestão, que segundo eles, foi o que levou ao quadro crítico que enfrentamos hoje. Além disso, eles alegam não ter condições de fazer os aportes unilaterais, que são as contribuições, e que também se encontram com dificuldades para quitar a próxima folha de pagamento, caso a prefeitura não pague o que foi acordado com a gestão anterior.

Em resposta, Johnny Maycon enfatizou a necessidade da prefeitura analisar e auditar a contabilidade da prestação do serviço, a fim de que qualquer subsídio eventual seja justificado e quantificado mês a mês, com base nos dados comprovados, levando em conta os mesmos critérios para uma eventual quitação de passivos acumulados dos anos anteriores, em favor de ambas as partes.

Após uma longa discussão, ficou acordado uma nova reunião no dia 18 de janeiro, dessa vez contando com a presença também do Ministério Público, para que tais procedimentos possam ser adotados com segurança, e também para iniciar a regularização da prestação do serviço, que passará pela elaboração de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e a elaboração de um contrato emergencial de seis meses, enquanto um novo edital será preparado. Edital esse que, segundo a prefeitura, será bem diferente dos anteriores já apresentados.

Foto: Divulgação Prefeitura Municipal.

Por Isabella Chaboudt.